sexta-feira, fevereiro 23

Técnicos de enfermagem paralisam atividades por falta de pagamento da Santa Casa de Misericórdia

Profissionais técnicos da saúde reivindicam salário de dezembro de 2023 em paralisação na Santa Casa de Misericórdia, no Recife, buscando respeito e valorização.

Técnicos de enfermagem paralisam atividades por falta de pagamento da Santa Casa de Misericórdia
Técnicos de enfermagem paralisam atividades por falta de pagamento da Santa Casa de Misericórdia. Foto: Divulgação

Os Técnicos de Enfermagem da Santa Casa de Misericórdia, localizada no Recife, interromperam suas atividades nesta segunda-feira, 15 de janeiro, em protesto pela não quitação do salário referente ao mês de dezembro de 2023. A ação visa sensibilizar a administração da instituição para a urgência do pagamento e reforçar a importância do respeito e valorização da categoria.

A paralisação, que teve início pela manhã, contou com manifestações em frente ao hospital e ao longo da Avenida Cruz Cabugá. Munidos de cartazes e entoando palavras de ordem, os profissionais de saúde destacaram a necessidade de atenção para a situação enfrentada pelos trabalhadores da área. A categoria afirma que a decisão de paralisar as atividades foi tomada como último recurso diante da falta de diálogo e solução por parte da administração da Santa Casa.

👥 Solidariedade e Apoio Popular: Durante o ato, a população local demonstrou solidariedade aos Técnicos de Enfermagem, reconhecendo a importância de seu trabalho, especialmente em tempos de pandemia. Muitos transeuntes se uniram aos manifestantes, compartilhando mensagens de apoio e exigindo uma resposta rápida por parte da instituição de saúde.

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

O presidente do Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (Satenpe), Francis Herbert, liderou as reivindicações, apresentando algumas pautas que refletem as necessidades da categoria. Herbert ressaltou que a paralisação não é uma medida desejada, mas sim uma resposta à ausência de uma solução para a pendência salarial.

🤝 Diálogo Aberto: O Sindicato aguarda um posicionamento oficial da administração da Santa Casa de Misericórdia. Francis Herbert destaca a importância do diálogo aberto e construtivo para encontrar uma solução que atenda aos interesses tanto dos trabalhadores quanto da instituição. O presidente do Satenpe ressalta que a categoria está disposta a negociar, desde que haja um comprometimento sério com o pagamento dos salários em atraso.

🏥 Impactos na Assistência: A paralisação, que está programada para ocorrer no período da tarde, pode impactar a prestação de serviços de saúde na instituição. Os profissionais de enfermagem são fundamentais para o funcionamento adequado do hospital, e a ausência de parte da equipe pode sobrecarregar os demais trabalhadores e comprometer a qualidade do atendimento aos pacientes.

📲Siga nosso perfil no Instagram

Enquanto a situação não é resolvida, a população aguarda com apreensão uma resposta da administração da Santa Casa de Misericórdia. A crise financeira que resultou no atraso nos pagamentos reflete a complexidade dos desafios enfrentados pelas instituições de saúde, especialmente em um cenário pandêmico.

A paralisação dos Técnicos de Enfermagem na Santa Casa de Misericórdia evidencia as dificuldades enfrentadas pelos profissionais da saúde diante de atrasos salariais. O diálogo entre o sindicato e a administração se mostra essencial para encontrar uma solução que garanta o bem-estar dos trabalhadores e a qualidade dos serviços prestados à comunidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *