terça-feira, maio 21

Protesto exige justiça para vítimas de Marcos Freire

Em protesto moradores pedem mais suporte da prefeitura e agilidade nas investigações da Polícia Civil sobre o caso que vitimou 34 pessoas durante uma procissão.

Protesto exige justiça para vítimas de Marcos Freire
Protesto exige justiça para vítimas de Marcos Freire. Foto: Sanchilis Oliveira/ Divulgação

Um mês após o trágico atropelamento que chocou o bairro de Marcos Freire em Jaboatão dos Guararapes, moradores, vizinhos e familiares das vítimas voltaram às ruas em protesto nesta quarta-feira (1º/5) clamando por justiça. O acidente, envolvendo um micro-ônibus do Sistema de Transporte Complementar, resultou na morte de cinco fiéis e ferimentos em outros 29. A comunidade local exige mais eficiência nas investigações policiais e um maior suporte da prefeitura.

Em um clima de profunda tristeza e indignação, os manifestantes reuniram-se com faixas e cartazes em frente à Delegacia de Polícia de Trânsito, onde o caso está sendo apurado. Fabiane Silva, uma das moradoras do bairro e amiga de duas vítimas, expressou a frustração popular. “Queremos celeridade nas investigações e um maior apoio financeiro e emocional da prefeitura às famílias das vítimas. O tempo passa e pouco foi feito para responsabilizar os envolvidos”, disse ela.

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

O micro-ônibus, com mais de dez anos de operação e relatos de problemas mecânicos, teria perdido o freio enquanto descia a ladeira que corta o local da procissão. Testemunhas relatam que o veículo estava apenas com o freio dianteiro funcionando, uma condição precária para qualquer transporte coletivo. “O carro baixou o balão de vez e ficou sem freio”, revela um áudio divulgado por familiares durante o protesto. A gravação evidencia o descaso com a manutenção e a segurança dos passageiros.

Embora a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes afirme que o veículo estava em dia com as inspeções do Inmetro, a situação relatada pelos cidadãos e os registros de inspeção contam uma história diferente. Além do mais, a administração municipal realizou mutirões para ajudar as vítimas a encaminhar pedidos de indenização pelo DPVAT, mas isso pouco consola as famílias enlutadas e os sobreviventes.

📲Siga nosso perfil no Instagram

O Instituto de Criminalística (I.C.) conduziu a perícia do veículo, e os resultados são aguardados com ansiedade pela comunidade que, cada vez mais, questiona a segurança do transporte público local. Enquanto isso, o sistema de transporte de Jaboatão dos Guararapes, especialmente a linha 118 – Marcos Freire/Barra de Jangada, passa por escrutínio público.

O caso do atropelamento em Jaboatão dos Guararapes ressalta a necessidade urgente de fiscalização rigorosa e manutenção constante nos sistemas de transporte público, a fim de garantir a segurança dos usuários. Os moradores, ainda abalados, esperam que o clamor por justiça e mudanças resulte em ações concretas que previnam futuras tragédias. Enquanto isso, a dor da perda continua a ecoar pelas ruas do bairro de Marcos Freire, relembrando a todos sobre a fragilidade da vida e a importância da responsabilidade coletiva e governamental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *