quinta-feira, junho 20

Mozart Sales é o nome que o PT quer na vice de João campos

PT busca protagonismo histórico ao cogitar indicar Mozart Sales na vice na chapa liderada por João Campos, mas disputa interna de nomes agita bastidores.

Mozart Sales é cotado para ser indicado para vice-prefeito na chapa do PSB. Foto: Divulgação
Mozart Sales é cotado para ser indicado para vice-prefeito na chapa do PSB. Foto: Divulgação

Ao longo das últimas três décadas, o cenário político da Prefeitura do Recife foi marcado por nove eleições, todas com o Partido dos Trabalhadores (PT) liderando uma chapa majoritária. Nomes como Humberto Costa, João Paulo, João da Costa e Marília Arraes deixaram suas marcas, sendo que apenas João Paulo (2000/2004) e João da Costa (2008) saíram vitoriosos.

Em 2024, o PT traça um novo capítulo ao considerar a possibilidade de indicar o candidato a vice na chapa liderada pelo socialista João Campos. Ao longo do processo, algumas lideranças petistas condicionam o apoio do partido à reeleição de Campos à indicação do espaço de vice. Nomes como a vereadora Liana Cirne, o deputado federal Carlos Veras e o assessor especial do Ministério de Relações Institucionais, Mozart Sales, surgem como alternativas. Destes, Mozart Sales ganha destaque, conquistando simpatizantes na cúpula do partido.

Mozart Sales, homenageado na última sexta (17) com o Título de Cidadão do Recife, foi alvo de prestígio em um evento que reuniu importantes figuras do PT na cidade. Em conversas informais, constatou-se a preferência pelo nome de Mozart como possível indicado, embora ainda não haja confirmação sobre a composição da chapa liderada por João Campos, principal condutor do processo de escolha. O PT, no entanto, demonstra determinação e disposição para travar uma batalha pelo espaço desejado.

O cenário de indefinição gera expectativa e movimenta os bastidores políticos locais. A escolha do vice torna-se estratégica, impactando diretamente a dinâmica da corrida eleitoral. O PT, acostumado a liderar chapa, agora busca fortalecer sua posição ao almejar a vice-prefeitura. A disputa interna entre nomes como Liana Cirne, Carlos Veras e Mozart Sales adiciona um elemento de incerteza ao processo.

Liana Cirne, com sua atuação destacada como vereadora, representa a força feminina dentro do partido. Já Carlos Veras, deputado federal, traz consigo a experiência legislativa e a capacidade de articulação política. Por sua vez, Mozart Sales, ex-vereador e atual assessor especial, conquistou prestígio recente, tornando-se uma opção que angaria simpatizantes.

A definição do PT em relação ao apoio à reeleição de João Campos e a indicação do vice ainda está em aberto, mas a movimentação nos bastidores sinaliza um partido engajado e decidido a ter participação ativa na próxima disputa eleitoral. Resta aguardar os próximos capítulos desse enredo político, marcado por históricos embates e agora pela busca do PT pelo protagonismo na chapa majoritária em 2024. 🗳️🏛️

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *