terça-feira, maio 28

Lira vai à Justiça para tirar vídeo do canal do ICL Notícias no YouTube

O deputado pede R$ 300 mil de indenização por danos morais

Foto: Reprodução/ DCM

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), entrou com uma ação na Justiça de Brasília para tentar tirar do ar o canal ICL Notícias no Youtube e vídeos, entrevistas e comentários contendo críticas ao deputado.

A ação movida na 24ª Vara Cível de Brasília tem como principal foco conteúdos compartilhados no dia 6 de julho que denunciavam suposto recebimento de propina, no valor total de R$ 106.000,00, por meio de um assessor, na compra de kits de robótica para instituições de ensino em Alagoas.

O ICL ainda entrevistou a ex-mulher de Lira, que o acusa de diversos crimes. O deputado solicitou a retirada do programa e a exclusão de 42 vídeos, além de pedir uma indenização de R$ 300 mil por danos morais.

Eduardo Moreira, responsável pela Editora Conhecimento Liberta, empresa que produz o ICL Notícias, criticou a ação: “É inaceitável que o líder de um dos três poderes de uma República que se autodenomina democrática tente silenciar um canal de informações através de pressão política e jurídica”.

Nas redes sociais, os internautas, que acusam Lira de censura, subiram #ToComICL, para prestar solidariedade com o canal. A hashtag alcançou o 1º lugar entre os assuntos mais comentados do Twitter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *