segunda-feira, maio 27

Ex-prefeito Lucrécio Gomes tem quatro contas rejeitas pela Câmara de Escada

Foto: Divulgação
Na terça-feira (02-05) a câmara municipal da Escada votou os pareceres do Tribunal de contas de Pernambuco sobre os exercícios financeiros de 2013, 2014, 2016 e 2017 relacionado a gestão do ex-prefeito Lucrécio Gomes (UB), a orientação do tribunal para o parlamento municipal foi para a rejeição das contas.
Durante a votação os vereador Paulinho (PSDB) se absteve, os vereadores Cátia da Farmácia (MDB) e Pedro Jorge (MDB) votaram pela aprovação das contas, os parlamentares Elias Ribeiro (PSB) e Karoly (PSB) faltaram, e os vereadores Eduardo do Arretado (PL), Tia Jane (PMN), Irmão Luciano (PMN), Massé de Frexeiras (MDB), Edite do Postinho (PL), Josias (Agir36), Gil Sat (PSC), e Bete do Alvorada (PSC) votaram pela rejeição como recomendado pelo Tribunal de Contas.
Segundo o relatório do TCE o parecer pela rejeição se deu pela falta de transparência na gestão os recursos públicos, além do não cumprimento da LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina um limite prudencial de 54% com gasto com pagamento de pessoal. Regras descumpridas segundo o tribunal durante os exercícios financeiros alvos do julgamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *