terça-feira, maio 28

Ex-deputado Danilo Cabral é nomeado superintendente da Sudene

Danilo Cabral Confirmado na Sudene 

Danilo Cabral e Lula
Lula aproveitou sua visita ao Recife para confirmar Danilo Cabral na Sudene
Foto:Divulgação
O ex-deputado federal Danilo Cabral (PSB), candidato derrotado ao Governo de Pernambuco nas eleições de 2022, foi confirmado como novo superintendente da Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste) nesta quarta (7).
A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União e assinada pelo ministro da Casa Civil, Rui Costa, coincidindo com a agenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Pernambuco. Ontem, o presidente visitou o polo automotivo em Goiana e hoje lançará o Novo Farmácia Popular e ​​inaugurará o campus do Instituto Federal de Pernambuco em Paulista.
A Sudene atua em diversas áreas voltadas para o desenvolvimento regional, desde a elaboração de políticas públicas ao financiamento de empresas, através de incentivos fiscais, como o Fundo de Financiamento do Nordeste (FNE), que tem um orçamento de R$ 34,6 bilhões neste ano para a região. A superintendência também contempla os estados de Minas Gerais e Espírito Santo.
Perfil
Pernambucano nascido em Surubim, Danilo Cabral encerrou seu terceiro mandato como deputado federal em janeiro deste ano. Foi candidato ao governo de Pernambuco, obtendo 18% dos votos nas últimas eleições, na quarta colocação. Também foi vereador do Recife, eleito em 2004 e exerceu os cargos de secretário de estado de Educação, Cidades e Planejamento e Gestão nos governos de Eduardo Campos e Paulo Câmara.
É formado em Direito pela UFPE, com especialização em Direito Administrativo (UFPE) e em Administração Pública (UPE). Filiado ao PSB desde 1990, é auditor concursado do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE/PE). Foi diretor administrativo e financeiro da Secretaria de Governo do Estado (1995) e diretor de Administração Geral da Secretaria da Fazenda de Pernambuco (1996). Assumiu também a diretoria geral do Tribunal de Contas de Pernambuco (1999) e, logo depois, a Secretaria de Administração do Recife (2001-2003).
G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *