segunda-feira, abril 15

Ação criminosa contra a Compesa prejudica 150 mil pessoas

Ação de criminosos acaba com invasão de estações de bombeamento da Compesa. Afetando abastecimento de água em duas cidades do Agreste pernambucano.

Ação criminosa contra a Compesa prejudica 150 mil pessoas. Foto: Compesa
Ação criminosa contra a Compesa prejudica 150 mil pessoas. Foto: Compesa

Uma ação criminosa, em Bezerros e Gravatá, juntamente com o distrito de Insurreição, em Sairé. Enfrentam sérios problemas de abastecimento de água. Em menos de 24 horas, invasores comprometeram a operação de duas unidades essenciais da Compesa, situadas no município de Sairé.

As Estações Elevatórias de Araçá e Brejão, responsáveis pelos sistemas de bombeamento, foram alvo dos criminosos. Deixando essas unidades operacionais inoperantes. Esses atos, que prejudicam o fornecimento de água e, consequentemente, a vida de 150 mil pessoas, ocorreram em intervalos surpreendentemente curtos.

Como resultado desses furtos audaciosos. Os sistemas de abastecimento de água em Bezerros e Gravatá estão operando com vazão reduzida. A falta de água e a queda de pressão nas duas cidades e no distrito de Insurreição, em Sairé. Tornaram-se uma realidade incômoda.

Diante desse cenário preocupante, a Compesa tomou medidas imediatas. Registrou Boletim de Ocorrência junto à polícia e, em coordenação com as autoridades competentes. Lançou um pedido de investigação para identificar os responsáveis e garantir que sejam devidamente punidos por seus atos de vandalismo.

A Compesa, em comunicado oficial, expressou profundo pesar pelos eventos lamentáveis que afetaram toda a população. Os técnicos da Compesa estão agora em andamento, mobilizados para avaliar os danos e implementar as medidas necessárias para o pleno restabelecimento das unidades operacionais.

Assim que o diagnóstico completo dos danos for concluído. A Compesa emitirá uma nota informativa com os prazos previstos para o retorno ao funcionamento normal do abastecimento de água nas cidades de Bezerros e Gravatá, bem como no distrito de Insurreição, em Sairé. A esperança é que a rápida solução das autoridades e da Compesa traga alívio à população afetada por essas ações prejudiciais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *