domingo, fevereiro 25

Suspeito de matar dois policiais é morto em ação policial, parentes de Alex Samurai também são mortos em Camaragibe

“Alex Samurai” é abatido em Camaragibe após suposto envolvimento em série de assassinatos parentes dele também foram assassinados.

Crimonosos no momento da execução dos parentes de Alex Samurai
Imagem: Reprodução
Na manhã desta sexta-feira (15), após uma intensa operação policial, o homem suspeito de assassinar dois policiais militares na última quinta-feira (14) em Camaragibe, no Grande Recife, foi morto. O indivíduo, conhecido como “Alex Samurai”, foi filmado caminhando pelas ruas do Córrego do Jacaré, em Tabatinga, onde os crimes ocorreram, e posteriormente se envolveu em um confronto com as forças de segurança em uma região de mata.
A tragédia que abalou a região contabiliza oito mortes e quatro feridos em circunstâncias que, de acordo com as autoridades, podem estar interligadas. A série de eventos violentos teve início na quinta-feira, quando o soldado Eduardo Roque Barbosa de Santana, de 33 anos, e o cabo Rodolfo José da Silva, de 38 anos, ambos servindo ao 20º Batalhão da Polícia Militar, foram baleados e mortos por Alex Silva, apelidado de “Samurai”. As vítimas deixaram para trás familiares enlutados, incluindo duas filhas de Eduardo e uma filha de Rodolfo. Após as mortes dos dois militares, outras seis vidas foram ceifadas.
Nas redes sociais, todas as vítimas são apontadas como familiares de Alex Samurai, embora suas identidades ainda não tenham sido confirmadas. Entre as vítimas, suspeita-se que estejam a mãe de Alex, sua companheira, dois irmãos e um cunhado. Os assassinatos ocorreram durante a madrugada, elevando o trágico saldo para sete mortes. Com a execução do próprio suspeito nesta sexta-feira (15), o número de vítimas fatais subiu para oito.
As circunstâncias que envolvem as execuções permanecem obscuras, e a Polícia Civil de Pernambuco se limitou a declarar que está investigando os casos. A conexão entre as mortes e os motivos por trás da execução dos familiares do suspeito permanecem incertos.
Duas das mulheres executadas foram encontradas em Paudalho, na Zona da Mata Norte. Segundo o delegado da cidade, Marcos Roberto, os corpos das vítimas apresentavam sinais de execução, com dois disparos na nuca de cada uma. “Tudo indica, pela perícia, que elas foram trazidas e mortas aqui. Os disparos foram ouvidos por volta das 0h30”, disse Marcos.
Uma das vítimas foi identificada como uma mulher de 58 anos, supostamente a mãe de Alex, embora seu nome não tenha sido divulgado. A segunda mulher, aparentando ter cerca de 25 anos, não portava identificação e, segundo informações preliminares, seria a companheira de “Samurai”. Ambas foram encontradas em uma área isolada, conhecida por ser uma “área de desova de corpos”.
Além das vítimas fatais, quatro pessoas ficaram feridas em incidentes relacionados. Na quinta-feira (14), uma jovem grávida de 18 anos e um adolescente de 14 anos, sem conexão aparente com as execuções, foram baleados durante o ataque que vitimou os policiais militares. Ambos estão atualmente internados no Hospital da Restauração (HR), no Recife, sendo que a gestante se encontra em estado grave e o adolescente em estado estável.
Nesta sexta-feira (15), outros dois policiais ficaram feridos durante a operação que visava capturar Alex Samurai, também em Camaragibe. Felizmente, os ferimentos foram superficiais e não representam ameaça à vida dos militares. Até o momento, a Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco ainda não emitiu um comunicado oficial sobre o caso, deixando muitas perguntas sem respostas.
As investigações prosseguem enquanto a comunidade local busca entender o que motivou essa série de acontecimentos trágicos, que deixaram um rastro de dor e incerteza na região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *