sexta-feira, junho 21

Papa Francisco aceita renúncia de Dom Fernando Saburido e nomeia Dom Paulo Jackson, de Garanhuns, como novo arcebispo de Olinda e Recife

Novo arcebispo de Olinda e Recife é Dom Paulo Jackson, da Diocese de Garanhuns

Dom fernando
Dom Fernando Saburido, arcebispo de Olinda e Recife – Foto Divulgação

O Papa Francisco aceitou, nesta quarta-feira (14), o pedido de renúncia apresentado pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. No mesmo documento, o papa nomeou o bispo Dom Paulo Jackson, da Diocese de Arcoverde, para assumir a arquidiocese.

A carta de renúncia de Dom Fernando Saburido foi enviada ao Vaticano no dia 10 de junho de 2022. O pedido foi realizado em cumprimento ao Código de Direito Canônico, que indica que o “o bispo diocesano que tiver completado 75 anos de idade é solicitado a apresentar a renúncia do ofício”.

Saburido completou 75 anos na data em que enviou o pedido de renúncia, em 2022. No último dia 10 de junho deste ano de 2023, ele completou 76 anos.

Dom Fernando Saburido

Dom Fernando Saburido foi eleito Arcebispo de Recife e Olinda no dia 1º de julho de 2009, e foi empossado no dia 16 de agosto do mesmo ano, sendo o oitavo religioso a ocupar o posto.

Nasceu no Distrito de Jussaral, no Cano de Santo Agostinho, Saburido ingressou no Mosteiro de São Bento, em Olinda no ano de 1975. Em 21 de março de 1978, professou votos religiosos como membro da Ordem de São Bento (beneditinos).

Na Arquidiocese de Olinda e Recife, exerceu as funções de administrador e pároco das Paróquias de Nossa Senhora de Guadalupe e São Lucas (Ouro Preto), em Olinda; Vigário-geral e Coordenador Arquidiocesano de Pastoral. Fez parte do Conselho Presbiteral, Colégio dos Consultores e Conselho Econômico da Arquidiocese.

Em 31 de maio de 2000, foi nomeado pelo papa João Paulo II bispo titular de Tartia Montana e Auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, sendo ordenado no dia 20 de agosto de 2000.

“Nesta quarta-feira, o Santo Padre, o Papa Francisco, nomeou o novo arcebispo de nossa Arquidiocese de Olinda e Recife, Dom Paulo Jackson, então bispo de Garanhuns, em Pernambuco. Uma pessoa que conhece profundamente todo o nosso regional NE2 e pode dar uma grande contribuição para nossa igreja de Olinda e Recife”, disse o religioso.

“Quero dar, em nome de toda a arquidiocese, as boas vindas a Dom Paulo. Que ele se sinta muito feliz entre nós. Que Deus abençoe muito a sua nova missão”, completou.

Dom Jackson
Dom Paulo Jackson, o novo arcebispo de Olinda e Recife –Foto: Ascom CNBB/Divulgação

Quem é Dom Paulo Jackson

O novo arcebispo de Recife e Olinda, Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa, nasceu no dia 17 de abril de 1969 em São José de Espinharas, na Paraíba.

Estudou Filosofia no Instituto de Teologia do Recife (ITER) em Recife-PE e Teologia no Seminário Arquidiocesano da Paraíba em João Pessoa-PB. Em seguida, obteve a Licenciatura em Ciências Bíblicas no Pontifício Instituto Bíblico de Roma e o Doutorado em Teologia Bíblica na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.

Recebeu a ordenação sacerdotal em 17 de dezembro de 1993, sendo incardinado na diocese de Patos.

Exerceu os seguintes cargos: administrador paroquial de São Sebastião em Catingueira-PB, de São Pedro em Patos-PB, de Nossa Senhora das Dores em Mãe d’Água-PB e de Nossa Senhora de Fátima em Patos-PB; Vigário Paroquial de Nossa Senhora da Guia; pároco de Santo Antônio em Patos-PB e de Nossa Senhora da Conceição em São Mamede-PB; reitor do seminário diocesano; Coordenador Diocesano de Pastoral; professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) e da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE); Vigário Paroquial de São Geraldo e Administrador Paroquial do Senhor Bom Jesus do Horto; Secretário Nacional da Organização dos Seminários e Institutos Filosófico-Teológicos do Brasil (OSIB).

Em 20 de maio de 2015 foi nomeado Bispo de Garanhuns e recebeu a ordenação episcopal no dia 18 de julho seguinte.

Na Conferência Episcopal Brasileira foi membro da Comissão Episcopal Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, Presidente do Conselho Regional do Nordeste 2 e é 2º Vice-Presidente da mesma Conferência Episcopal.

Diocese de Garanhuns fez agradecimento

Pelas redes sociais, a Diocese de Garanhuns agradeceu ao Dom Paulo Jackson pelo período na sede.

“Dom Paulo iniciou um processo de reorganização nos âmbitos da Palavra, da Caridade e da Missão. Nesse sentido, em sua primeira carta pastoral, lançada durante o Congresso Bíblico Catequético, apontou alguns desejos em seu coração para com a Diocese de Garanhuns “A esposa que ele prometeu amar”. “

“Dom Paulo participou da organização do Centenário da Diocese, vivenciando três Congressos preparatórios, sendo o último, o Congresso Eucarístico. Dom Paulo reativou a OVS, reorganizou a formação dos seminaristas, com o Seminário Filosófico em Olinda e o Seminário Teológico em Belo Horizonte – MG”.

“O Bispo foi responsável também pela reorganização do Colégio Diocesano de Garanhuns, demonstrou grande interesse pela educação e gestou condições para o melhoramento do colégio em vários aspectos.

Por fim, Dom Paulo Jackson ordenou diáconos permanentes e padres, valorizou também a formação dos leigos, criou paróquias, reorganizou a Cáritas Diocesana e tantos outros aspectos”.

“Aqui deixamos nossa gratidão por todo trabalho desenvolvido e rezamos pela nova missão!”, finaliza o texto.

ne10

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *