segunda-feira, abril 15

ONU rejeita proposta russa sobre guerra entre Israel e Hamas

ONU rejeitou nesta segunda-feira (16) a proposta de resolução da Rússia sobre a guerra entre Israel e o Hamas. Em uma reunião convocada pelo Brasil.

Plenário do Conselho de Segurança da ONU em Nova York 04/05/2023. Foto: REUTERS/David 'Dee' Delgado
Plenário do Conselho de Segurança da ONU em Nova York 04/05/2023. Foto: REUTERS/David ‘Dee’ Delgado

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) rejeitou nesta segunda-feira (16) a proposta de resolução da Rússia sobre a guerra entre Israel e o Hamas. Em uma reunião convocada pelo Brasil, que preside atualmente o Conselho. A resolução apresentada pela Rússia propunha um cessar-fogo imediato, a abertura de corredores humanitários e a liberação de reféns com segurança. Mas não condenava diretamente o Hamas pelos atos de violência cometidos.

A proposta teve cinco votos favoráveis, quatro contrários e seis abstenções. Para aprovar uma resolução na ONU, é preciso o apoio de nove dos 15 membros e nenhum dos membros permanentes pode vetar o texto.

O representante da Rússia lamentou a rejeição da proposta e afirmou que “esse é o único motivo para não ter sido enviado um recado coletivo com relação à redução de danos”. A expectativa é que o Brasil apresente sua proposta na terça-feira (17), em nova reunião do Conselho.

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Linda Thomas-Greenfield, explicou que a proposta foi rejeitada porque não condenou o Hamas. Segundo ela, ao não mencionar o grupo islâmico em qualquer momento, a Rússia dá cobertura ao grupo. “Ignora o terrorismo do Hamas e desonra suas vítimas”. No início da noite, a reunião chegou a ser suspensa a pedido da representante dos Emirados Árabes. Que solicitou a realização de “consultas estreitas sobre as votações”.

Com essa decisão, a ONU busca lidar com a crise humanitária em meio ao conflito. Reafirmando o direito de autodefesa, de acordo com a Carta Magna da ONU.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *