quarta-feira, julho 24

Mais de 60 crianças aguardam em fila de espera por leitos pediátricos e neonatais em Pernambuco

Desde o início de maio, Pernambuco registra alta na ocupação das UTIs pediátricas

Foto: Reprodução/G1

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou que aproximadamente 68 crianças e 3 bebês aguardam por uma vaga em Unidades especializadas em Terapia Intensiva (UTIs) pediátricas e neonatais. Essa situação vem chamando a atenção e levantando preocupações.

De acordo com levantamentos realizados pela SES, neste ano já foram registrados quase 2 mil casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em pacientes com até 10 anos de idade, resultando em 36 mortes confirmadas. Esses números são alarmantes e refletem a necessidade urgente de atendimento especializado.

Desde o início do mês de maio, o estado de Pernambuco tem enfrentado uma elevada ocupação em suas UTIs pediátricas. A Central de Regulação de Leitos informou que, em determinado momento, chegou a existir cerca de 80 crianças aguardando por uma vaga. No dia 1º de junho, esse número subiu para 85.

A Secretaria Estadual de Saúde esclareceu que essa demanda crescente está relacionada à sazonalidade de vírus respiratórios, que causa um aumento expressivo no número de casos durante os meses de maio a julho. Esse período exige uma maior disponibilidade de leitos especializados, principalmente na ala pediátrica.

É fundamental que medidas sejam adotadas para lidar com essa situação, a fim de garantir o atendimento adequado e o acesso aos cuidados intensivos para todas as crianças e bebês que necessitam. O acompanhamento e ações efetivas por parte das autoridades de saúde são cruciais para superar esse desafio e garantir a segurança e o bem-estar dos pacientes mais jovens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *