quarta-feira, julho 24

Aumento nos planos de saúde: anunciado reajuste no plano de saúde individual e familiar

ANS anuncia reajuste no plano de saúde individual e familiar

Planos de saude
Rejuste de planos de saúde dependerá de situação de cada operadora – Foto: Ne10 
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou, nesta segunda-feira (12), que os planos de saúde individuais e familiares podem ficar até 9,63% mais caros em 2023. Segundo a entidade, o percentual máximo é calculado com base no IVDA, o índice de variação anual de despesas assistenciais, além da inflação do último ano. O aumento se refere ao período de maio de 2023 a abril de 2024 e deve ser aplicado no mês em que o plano foi contratado pelo usuário, também chamado de “mês de aniversário”.
Impacto
A medida deve impactar cerca de 8,9 milhões de usuários de plano de saúde, o que, segundo o UOL, representa menos de 20% de todo o mercado.
O reajuste deve deve ser comunicado aos consumidores pelas operadoras.
Caso haja cobrança maior do que o percentual autorizado pela ANS, o usuário deve fazer uma denúncia ao órgão.
Planos coletivos
O reajuste anunciado vale apenas para planos individuais e familiares. As operadoras de planos coletivos e empresariais têm liberdade para determinar seus preços e reajustes sem precisar de autorização da ANS.
Geralmente, as empresas consideram a sinistralidade (ou seja, o uso do plano) para justificar o aumento. Quanto maior o uso do plano, maior o valor do reajuste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *